JuKeBOx #6! Uma homenagem…

…à Leon Wilkeson, que hoje faria 58 anos, e foi baixista da formação original de simplesmente uma das maiores bandas de ROCK N ROLL de todos os tempos!!!


O cara, mais conhecido como MAD HATTER, pelos seus tantos chapéus, marca registrada no palco.

Sua morte em julho de 2001 ainda é considerada um mistério para muitos, como o escritor DALE BOWMAN, que como amigo do baixista, escreveu um livro à respeito.


Mistério ou fatalidade?

Ainda não sabe de quem estou falando???

Tudo bem, a amnésia é até justificada, já que esse grupo norte-americano que colaborou para o auge do rock setentista, passou por tanto drama e tanta perda que sua formação teve de ser refeita algumas vezes.

A foto com certeza te ajuda a lembrar que estou falando de uma reunião de masters do rock, certo?


da esq. p/ dir:Leon Wilkeson, Billy Powell, Ronnie Van Zant, Gary Rossington, Bob Burns, Allen Collins, Ed King

OOOOOOOOOh Yeeeeeaaaaaaaaaaah BABY…

…LYNYRD SKYNYRD!!!

Falar de Skynyrd e toda a revolução musical da qual eles foram colaboradores e em muitos sentidos protagonistas exigiria, com imenso prazer, uma edição só dos caras, e acredite, isso vai acontecer na hora certa.
Músicos como esses reunidos em uma mesma composição são como raios, raramente caem duas vezes no mesmo lugar. Muito embora o legado do Lynyrd tenha continuado além de tragédias e pela singularidade de sua música e paixão de seus fãs – como bem mostra o novo trabalho GOD & GUNS – sua formação original nos deixou de herança composições únicas como SWEET HOME ALABAMA, SIMPLE MAN e…(calma, deixa eu tomar fôlego) FREE BIRD!

Somente essa composição tomaria parágrafos e mais parágrafos de qualquer amante de rock n roll. Melodiosa, detentora de um dos riffs mais arrepiantes dos anos 70, é harmoniosa de doer e dá espaço pra sonoridade de ca-da-um dos instrumentos, o que deixa mais do que claro o entrosamento entre os músicos. Sua letra é daquelas que não se esquece desde a primeira vez que se escuta, tanto que é chavão absoluto ouvir no meio do público de um show de bandas cover aquele berro que pede “TOCA FREE BIRD!”

Então, sem mais delongas, a JUKE de hoje fica por conta dela, e só dela, porque ela é ela, é FREE BIRD!!!!!

FARMACÊUTICO RESPONSÁVEL:
MuSicAnOID!

INDICAÇÕES:
À amantes de rock n roll na veia.

DOSAGEM:

São três versões da mesma música. Por quê? Porque cada uma é cada uma!

A primeira é com a singular formação original, no estúdio da BBC, em 1975! Impressionante perfomance de palco e envolvimento dos músicos com seu som! (Coisa de setentista, fala sério!)

A outra é 1987, já com a formação composta de novos membros e dos antigos que sobreviveram à tragédia de 1977. Impecavelmente interpretada, é um tributo com imagens dos integrantes falecidos.

E a última, é a versão de estúdio, pra você ouvir sem perder nenhum detalhe de uma composição per-fei-ta!

Ah! E por quê três?

Pra você ouvir no MÍNIMO 3x ué!

Recomendo overdose!Acalma qualquer ânimo…

OBS:SEM CONTRA-INDICAÇÕES!

FÓRMULA: FREE BIRD TRÊS VEZES AO DIA!

Lynyrd Skynyrd – Free Bird – BBC – 1975

Ah essa intro no piano…Ah esse riff de guitarra que parece que fala…

Lynyrd Skynyrd – Free Bird – Reunion – 1987

Homenagem emocionante…

Lynyrd Skynyrd – Free Bird – Estúdio

Máximo volume, por favor…

see yall!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s