MUNDO COVER!!

INTRO:

Ok, let´s roll…

MUNDO COVER!

Intro…

A primeira vez foi no antigo Hangar Bar, em 1996. Recém-chegada às terras curitibanas, esperava pra assistir THE DOORS e LED ZEPPELIN COVER. Um monte de malucos como eu, com camisetas de banda e roupas pretas aguardavam também, todos munidos de suas cervejas, capirinhas e grandes doses de capetas do Dario.

Ao som dos primeiros acordes, as atenções eram todas da banda, e a partir daquele momento, lugares como aquele tornaram-se minha segunda casa. Momento esperado durante a semana toda, ponto de encontro com os amigos, hora de bater cabelo, cantar a plenos pulmões mesmo independente da afinação de sua voz, pra sairmos dali todos suados, roucos e de alma lavada.

Além disso, e principalmente isso, essas noites eram a chance de ouvir ali, na cara, as bandas que eu mais gostava, como se estivessem todas juntas, em festivais que nunca esqueci! (E pense em quantas chances vamos ter de assistir THE DOORS, LED ZEPELLIN, AC/DC e DEEP PURPLE juntos?)

As músicas, tiradas por muitas dessas bandas com perfeição técnica, a postura de palco dos vocais davam a sensação de estar realmente num show dos caras que eles interpretavam!

Foi lá também que conheci o GYPSY DREAM (atual THE ELDER), banda que até hoje reúne uma galera em torno da tradição de um excelente setlist do grupo, além do vocal polivalente de Rodrigo Vivaz. Em outros bares descobri bandas que me marcaram a memória como o SYD VINICIUS, que trazia em seu repertório versões desde MUTANTES à ROLLING STONES; o CRACKER JACK era a única banda que tocava o maravilhoso solo de teclado de LAYLA, do ERIC CLAPTON, assim como a CAVALO DE TRÓIA foi a única que vi apresentar AQUALUNG com perfeição. A TOMAROCK fazia shows de uma energia muito forte, na voz de Marcelo Novaes. Isso sem falar da EXTROMODUS, que durante anos lotou o EMPÓRIO SÃO FRANCISCO com clássicos dos anos 90, interpretados pelo saudoso Bira. Nesses festivais conheci também a SNAKEBITE, grupo de WHITESNAKE cover, repertório que era exclusividade da banda. Tempos
depois – pra não dizer que só falo de rock clássico – o vocalista dessa banda, hoje chef de cozinha Erik Fillies, montou o SHADOW MAZE, único grupo que apresentava covers alucinantes de DAVID BOWIE, PARADISE LOST e meu amadíssimo ANATHEMA.

Essas bandas tornaram a mim e a toda uma galera frequentadoras desses lugares, o que diga-se de passagem, é o que mantém esses estabelecimentos de portas abertas. Vale lembrar, em nome da
nostalgia, que os lugares foram muitos e hoje são alguns, afinal, além do mencionado HANGAR, havia o ARCADAS DO ROCK, o BILL´S BAR, JETHRO, o SENHOR SUCESSO, o RED LION, o AQUALUNG, o PORÃO ROCK CLUB, o ÓPERA, o VITROLA, o EMPÓRIO, CROSS-ROADS, JOHN BULL, e agora o BLOOD BAR, muitos fechados há anos, mas certamente na lembrança de muita gente que está lendo isso aqui,
enquanto os outros continuam construindo caminhos e memórias pra muita gente!

*** ROCK DROPS:
Já parou pra pensar quanto tempo
gastamos com shows de banda por ano?
Contaí:
3 bandas (média de bandas por festival)
1 hora/banda
2 festivais por semana (sexta e sábado)

= 6h/semana -> 24hs/mês -> 288hs/ANO!

E eu realmente quero dizer MUITA GENTE! Um sem número de bares em CURITIBA recebe outro sem número de pessoas todas as semanas, já parou pra pensar? E TUDO “culpa” desses caras, os músicos das COVER BANDS! (BLAME IT ON THE LOVE OF ROCK N ROLL, já dizia BON JOVI…)

*** +ROCK DROPS:
Matemática hipotética (?!)
Um sem número de pessoas na faixa dos 15 aos 30anos
(idade média dos frequentadores das casas de show)
+
um sem número de bares
+
um sem número de bandas

= $$$$$$$$$$ (relativa a entrada e consumo nos bares,
sem contar os outros estabelecimentos que lucram com
isso como os estacionamentos, salas de ensaio e
gravação e lojas de instrumentos musicais)

E a parte boa é que o ROCK N ROLL nunca pára, sempre renova num outro grupo de amigos que resolve montar uma banda, e o resultado pode te surpreender!!

Sei que não vou esquecer da versão fodástica de ACE OF SPADES, tocada pela HILLBILLY RAWHIDE, da MOJONES com os clássicos do ALMAN BROTHERS, dos gente finíssima do THE CARDS arrasando com WHATEVER YOU WANT, da STATUS QUO, das garotas da POMPÉIA com LIVING AFTER MIDNIGHT, nem do STEREO 33 me afundando em nostalgia com MACHINE HEAD, do BUSH.

Outras bandas ótimas como a MEGAVOLTZ, MONSTER JAM, A FONTE, HOT STUFF, MOONSHINE, e as meninas do HELL7 estão também espalhadas por aí, em bares e festivais, fazendo o som acontecer,bem tocado, interpretado e concentrando a adrenalina de antigas e novas gerações sob o comando de músicas que a gente não quer e simplesmente não consegue esquecer!

Com licença, se posso me meter no meio do assunto, não demorou muito pra que eu fizesse parte de bandas também, como dá pra imaginar. E além dos Deuses do Rock n Roll, foram esses caras que me inspiraram a não ficar só nas rodas de violão com amigos e a pisar num palco. E muitas bandas cover depois, eu só posso dizer, MUITO OBRIGADA!

Pude experimentar da rotina da banda cover e posso dizer que além do prazer em cantar com amigos músicas que eu amo, também tem muita dedicação, trabalho e responsabilidade envolvida, até você chegar num palco e fazer um bom show, desses de fazer a galera cantar junto!

Sei que falo pelos músicos de todas as bandas covers (assim espero…) quando digo que cantar e tocar covers é um desafio e uma homenagem aos nossos ídolos mais respeitados e à composições que tem seus significados multiplicados em cada pessoa que a escuta!

Pra mim, desde a preparação de um setlist, à zoeira dos ensaios, é como preparar uma bomba, que se torna atômica e detona através do público-catalisador.

Da minha humilde experiência com isso tudo, ter cantado clássicos como MERCEDEZ BENZ, JOEY (CONCRETE BLONDE), LEAVES (do incrível THE GATHERING), BLACK HORSE AND THE CHERRY TREE (KT TUNSTALL), até SHOW ME HOW TO LIVE (AUDIOSLAVE), SATURDAY NIGHT (THE MISFITS) e a versão da minha banda para ACE OF SPADES, com os acordes gritando no palco ao meu lado, e a responsa do microfone esperando meus graves e agudos, acompanhados pelas vozes uníssonas do público….

….Foi atômico e tanto!!!

Então, MUNDO COVER é o espaço dessas bandas aqui no MUSICANOID, pra conhecê-las, divulgá-las e valorizá-las, porque só pisa aqui conquistou os ouvidos da nossa equipe!
Toda semana, uma banda aqui, pra mim e pra você, porque enfim, todo final-de-semana é a mesma coisa:

“E aí, vamos em tal lugar?”
(a resposta vem certeira):
“Depende, quem vai tocar?”

Não deixa de conferir na próxima quarta, dia 24/03, a abertura das portas do MUNDO COVER com a banda MONSTER JAM!

seeya!

Advertisements

3 thoughts on “MUNDO COVER!!

  1. Oi

    Procurando alguma foto ou imagem da Extromodus …contando a uma garota , q agora tem 17 anos sobre minha adolescência ouvindo a banda e o cenário Rock dos meus 17…encontrei seu blog….muito legal….fiz parte de tudo isto e tenho saudades …..

    • Oi Juliana!!
      Que bacana que encontrou aqui no Musicanoid um lugar pra lembrar de tanta coisa boa!! O som de toda essa galera foi a trilha sonora da minha adolescência também, e a saudosa Extromodus sempre será uma estrela das lembranças dessa geração que ia “emporiar” todas às sextas sob a voz do grande Bira né? Fico muito feliz em encontrar pessoas que viveram esses sons e os guardaram com tanto carinho!

      Conte pra essa garota, que agora tem 17 anos, o quanto era bom e o quanto o bom Rock n Roll estava por toda parte! E hoje, ele ainda está por aí, e eu estou atrás, procurando por ele pra vir aqui e contar pra vocês!

      Obrigada pelo comentário e volte sempre!
      Abraço!

  2. Q legal tudo isso !
    Teve o Circus e o 92 nessa época tbem… O saudosíssimo Aeroanta,Dolores Nervosa, Viking’s, Joe’s e o Syndicate… Tanta coisa, tanta gente…
    Tava procurando o disco do Extromodus pra baixar e lembrando de eu cuzido subindo no palquinho de um palmo de altura do emporio pra cantar Faith No More e Red Hot errado com o Birinha biriba… Daí achei essa página e VI MEU NOME ALI !!! kkkk Q coisa do além… devem ser os fantasmas da noite Curitibana !
    Em nome do Bardo Cardoso, do Saul Trumpet e do Linos, amém !
    Mas quem é vc, pessoa que escreveu ? Add lá no Face pra gente trocar umas idéias nostálgicas, saudosistas, mas, sobretudo, festivas !
    Dario Pendragon

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s