MuSiCanOId e o CLUBE DAS MULHERES

Todo jornalista cultural pira e sonha com a possibilidade de conhecer seus ídolos das artes que o fizeram escolher essa vida pra profissão!

Ainda mais eu, metida a vocalista desde os 14 aninhos, sonho com entrevistas com meus grandes ídolos, esses que me mantém ouvindo música 24hs/dia!

Então, nessa semana de Dia das Mulheres, que terá toda programação do MUSICANOID voltada a arte da mulher, vou me permitir um devaneio NADA JORNALÍSTICO pra homenagear as musas do meu altar da música.

Não haveria melhor comemoração do Dia da Mulher para a minha pessoa do que se pudesse, nem mesmo lugar, ter uma bela noitada com todas elas!

Me imagino então, entrando num bar enorme (pra caber todas elas e um grande número de extasiados fanáticos como eu).

Logo na entrada, topo com a COURTNEY LOVE brigando com a equipe da entrada, porque ela simplesmente não acredita que a LILY ALLEN também foi convidada. Com esse auê todo não tive nem a chance de falar pra ela que curti muito SKINNY LITTLE BICHT, o novo single da HOLE. Assim que passei pela entrada, acredite, vi a KATY PERRY avisando pra Lily se cuidar, se não ia dar barraco. Como a briga de Katy e Lily já é passado, as duas ainda deram risada e juro que ouvi Lily cantando um trecho de uma de suas músicas que mais gosto, em homenagem à Courtney: “F*** you, F*** you very, very much…”

Hahaha…ótimo começo de noite!

O lugar estava cheio de gente pulando e cantando I LOVE ROCK N ROLL, tocada pela própria JOAN JETT! Fiquei sabendo que tinha acabado de perder a SIOUXSIE SIOUX cantando CITIES IN DUST e antes disso, DEBBIE HARRY, do BLONDIE, tinha apresentado ONE WAY OR ANOTHER! Fiquei indiganada! E agora, na ponta dos pés pra enxergar o palco, vi as grungíssimas do L7 esperando pra entrar no palco!

Mal podia esperar pra ouvir clássicos como PRETEND WE´RE DEAD e SHOVE, músicas que fizeram a minha adolescência deliciosamente barulhenta!

Nesse clima altamente punk e grunge, eu não imaginaria encontrar a ALANIS MORISSETTE trocando ideias com a KT TUNSTALL! Era tanta coisa pra dizer e tanto autógrafo pra pedir, que eu fiquei tonta e resolvi sentar no bar. Quando pedi uma caipirinha de vodka, ouvi uma voz do meu lado pedindo algo que não entendi, e quando fui ver, era a CYNDI LAUPER, de saída com uma taça de cosmopolitan com uma cereja dentro. Acompanhei-a com o olhar e em sua mesa, a KATE PIERSON, do B-52 empunhava uma garrafa de cerveja como se fosse um microfone pra agitar MONSTER, outro clássico do L7 que fazia todo mundo suar na pista.

Resolvi chegar mais perto do palco, e encontrei a GWEN STEFANI se preparando pra subir no palco com a SHIRLEY MANSON, do GARBAGE!! Elas começaram arrasando com um dueto em SPIDERWEB e eu tinha certeza que em seguida repetiriam a dupla no sucesso I´M ONLY HAPPY WHEN IT RAINS, da banda de Shirley. (Como eu sei? Porque o devaneio é meu, oras!)

Comecei a andar no meio da multidão, determinada a ir para o segundo andar do bar, pra ver quais surpresas me reservaria, e eu vi a KATIE WHITE, do TING TINGS batendo cabelo com a MERRILL NISKER, da banda PEACHES!

Bom demais pra ser verdade né?

Mas calma que ainda vai ficar melhor! No andar de cima, vários camarotes prometiam revelar mais! Fiquei besta quando avistei
a PATTI SMITH filosofando com a SINEAD O CONNOR e a DOLORES, do CRANBERRIES! Queria me meter na conversa, mais sentia que tinha muitas outras pessoas pra ver, então continuei andando. O clima mais calmo daquele andar me inspirou a pedir uma taça de vinho e pra gigantesca surpresa, sentadas no canto do bar estavam minha heroína folk, JOAN BAEZ e LISA GERRARD, do fantástico DEAD CAN DANCE?!?! O quê poderiam estar falando? Da contra-cultura que viveu Joan, da música universal de Lisa?

Mais duetos inacreditáveis iriam se apresentar e quando me aproximei da grade tive o enorme prazer de ver a TRACY CHAPMANcantando seu blues GIVE ME ONE REASON, e na guitarra a acompanhava LINDA PERRY, do 4 NON BLONDES! Depois veio uma poderosa combinação de LINDA com JOHNETTE NAPOLITANO, do CONCRETE BLONDE, pra juntas cantarem SPACEMAN num medley com JOEY, hit do Concrete, que levou muitos às lágrimas!

Em seguida, pra tacar fogo no público, JOHNETTE chamou ninguém menos do que a HARD ROCK GODESS, LITA FORD pra cantarem HEAL IT UP e depois dois clássicos absolutos de FORD, a SHOT OF POISON e a balada IF I CLOSE MY EYES FOREVER (que originalmente ela gravou com o OZZY), pra acalmar os ânimos!

Quando não podia imaginar como isso poderia ficar melhor, anunciaram que TORI AMOS e JEWEL dividiriam o palco a seguir!

Mas imagine, que antes disso, PATTI SMITH e ALANIS invadiram o palco pra apresentar sua versão de KEEP ON ROCKING IN THE
FREE WORLD!!!!!
Nessa hora é que ouvi a RITA LEE e a MARISA MONTE gritando o refrão num camarote ali do lado!

O show da JEWEL e TORI colocou todos em transe, com versões de TAKE TO THE SKY, da Tori e FOOLISH GAMES, da Jewel. Mas mal se sabia que transes maiores ainda viriam com não apenas um dueto, mas um trio fantástico invadindo um palco de luzes azuis!
BJORK, PJ HARVEY e NATASHA KHAN (do BAT FOR LASHES), levaram todos à loucura, intercalando instrumentos e vozes e músicas inesquecíveis! Foi um tal da BJORK cantar BIG EXIT, da Pj, e esta cantar DECLARE INDEPENDENCE, da Bjork, pra depois todas cantaram juntas WE FLOAT, de Harvey, e THE WIZARD, de Natasha. Podiam implodir o palco com tanto talento e criatividade no mesmo lugar!

Mas o fim da noite me reservou mais do que delírio, na união da minha musa suprema, ANNEKE VAN GIERSBERGEN (ex-THE GATHERING e atual AGUA DE ANNIQUE) com a DEBBIE GIBBONS, do PORTISHEAD!!!!Ouvir ROADS naquelas duas vozes, TRAVEL naquelas duas vozes…Palavras inexistem, eu quase inexisto entre coisas que só a música desperta e entende…

Perfeitamente SURREAL, não?

Mesmo totalmente consciente de que o transe desses encontros mais do que perfeitos acabará quando o ponto final chegar, há um grande alívio: é que pra ele voltar à tona, basta dar PLAY em todas as companheiras músicas e todas as sensações voltam e tomam conta de tudo novamente, numa onda que dura enquanto o som permanecer no ar…

Então pra elas, que inspiram, acompanham, encantam, alucinam com som e melodia, meu maior obrigada! E um eterno parabéns pelas mulheres que são!

Advertisements

2 thoughts on “MuSiCanOId e o CLUBE DAS MULHERES

  1. Muito legal seu jeito de escrever, gostei, parabéns pelo sue blog! Continue firme! Mas aproveite mais os recursos da net colocando ilustrações: visuais sonoras, etc.!
    abs
    Maia

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s