AAAaaaAaAaaaaaaaaaa!!!! #2

Vocês querem saber mesmo o que aconteceu????

hein, hein, hein???? (uuuuuuuuu, mistério!!!)

hahahahahaha

BERROS, BIRRAS E AGUDOS e… Porra, caralho???

VEJAM por vocês mesmos:

O público tinha ficado encantado com a apresentação de MIDLIFE CRISIS, lembra? Para logo em seguida vir… CARALHO VOADOR!!!Antes de começar, MIKE PATTON falou com a galera em português novamente. Para quem quiser ver, ó!

Durante a conversa com o público, o tecladista RODDY BOTTUM troca algumas palavras (em inglês, claro), e o baixista BILLY GOULD dedica a música ao seu time de futebol favorito no Brasil: PALMEIRAS! (O hino do Palmeiras é tocado logo em seguida, gritado por alguns, vaiado por outros!)


Roddy Bottum, sras e srs!

Após a conversa, Começa CARALHO VOADOR, onde PATTON faz uma adaptação de “Ela é Paulista” em um dos versos. No Rio, foi “Ela é Carioca”. O clima de bossanova ficou no ar, ainda mais quando todos cantaram a bizarrissima frase em português da música: “Eu não posso dirigir, e agora aparece, meu dedo enterrado no meu nariz!”

Vale lembrar também a frase de despedida de Patton: “Nós temos que ir! Nós estamos ficando velhos!” enquanto o público retruca gritando “Nãããão!!”


Velho? Nãããããão!!!!

Eles continuam…

A próxima, com certeza, foi inesquecível pra qualquer um ali presente! KING FOR A DAY foi prolongada, num clima delicado e radiante, onde em seu final, PATTON começa a gritar e berrar “Porra, Caralho” sem parar. Ele chega a descer do palco, passando por todas as pessoas que estavam na grade do palco!

(Era p/ eu estar ali!) ‘=(

Fez cada um gritar a mesma frase diversas vezes! Numa tremenda agitação, Mike puxou ainda mais seu microfone e chegou a cair no chão também. Esse momento foi chocante! Um dos fãs agarrou a cabeça de Patton e lascou um beijo nele. Ele não retrucou, deu até uma risadinha e voltou ao palco, levantado pelos seguranças falando calmamente…

Porra, Caralho…

Sem palavras…
Incrível,
Sensacional,
Magnífico!!!

Para deixar o clima mais quente, eles tocam THE GENTLE ART OF MAKING ENEMIES. Novamente, todos estão pulando e sacudindo as cabeças, ainda com os berros finíssimos de Patton ao final da musica (como ele havia feito em Surprise! You’re Dead). Termina com um empolgado “Obrigado!”.

ASHES TO ASHES, pra mim uma das composições mais intensas, veio a seguir! A chuva continuava caindo levemente, o publico mais pirante do que nunca! O agito termina com JUST A MAN, que deixou todos emocionados, numa atmosfera esperançosa, cheia de luzes góticas.

Confesso que essa música me fez chorar pela intensidade, nunca havia visto nada igual antes!

A banda resolve sair do palco, o que nos lembrou que já estávamos perto do fim…

Eis que eles voltam para o BIS! Como no Download Festival, repetiram o set, começando com CHARIOT OF FIRE (sim, aquela da abertura das olimpíadas) e emendando com STRIPSEARCH. O humor começou em Chariot of Fire com a banda falando algumas palavras e fazendo uma entrada pesada e poderosa. Em STRIPSEARCH, o clima de mistério e solidão volta. Profundamente tocada, ficou perfeita no clima do MAQUINARIA FESTIVAL… As luzes diminuíram, o palco ficou totalmente sinistro. Mas como o FNM não é de ficar parado, eles logo vem com WE CARE A LOT. Não só Patton como o público também pularam grande parte da música no ritmo de polichinelos!

A banda volta para o backstage mais uma vez, todos temem: eles vão embora!

Antes que isso pudesse acontecer, ouvem-se gritos por FALLING TO PIECES. A insistência fez a banda voltar mais uma vez, mas não tocaram a música tão pedida. THE GUY’S IN LOVE WITH YOU foi a escolha do FNM e confesso que não fiquei tão empolgado, mas mesmo assim, ela não perdeu o ritmo e foi muito bem apreciada!

A música final, e um grande presente para todos foi DIGGING THE GRAVE, exclusiva para o set de SP (assim como Falling to Pieces foi para o RJ). Todos pulando, moshes por todos os cantos, energia e berros com todo o fôlego que os pulmões poderiam aguentar.
Digging The Grave fez sua parte e a banda também, e o show acabou com um simples “Adeus”!


ESPLÊNDIDO!!!!!!

Um show esplêndido que, como eles mesmos disseram, foi o último. Mas para nós, jamais vai ser o fim… Foram embora devendo ainda algumas como

CUCKOO FOR CACA,
LAND OF SUNSHINE,
INTRODUCE YOURSELF E
WHAT A DAY

e espero que num futuro próximo (e bem próximo!) eles voltem com todas essas e tantas outras mais!

Repito, esse show jamais terá fim porque foi o dia em que minha vida mudou completamente, e você também pode mudar a sua! É só permitir, na próxima vez que algo definitivamente forte e surreal acontecer na sua vida, que a experiência entre na sua pele, penetre seus nervos, arranhe suas emoções e ela nunca deixará de ser viva como cada berro, birra e agudo!

“PORRA, CARALHO”!, valeu FNM!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s